Saturday, 23 January 2016

Palácio dos Duques de Cadaval

No extremo noroeste do Rossio existiam até c. 1880, o palácio, jardins e terrenos da Casa de Cadaval, dentro de um grande pátio na Rua do Príncipe (actual Rua 1º de Dezembro). Depois do Terramoto de 1755, em que foi completamente arrasado, foi reconstruido, ficando com a frente para a Rua do Príncipe (cf. 1ª foto), e a fachada principal voltada ao sul, para o Pátio do Duque (cf. 2ª foto), ou do Duque de Cadaval (v. Carta Topográfica). Foi demolido em 1880 para permitir a construção da estação do caminho de ferro do Rossio e do seu anexo, destinado originariamente a hospedaria e botequim.

Palácio dos Duques de Cadaval, Rua do Príncipe, actual Rua 1º de Dezembro [ant. 1880]
Fotógrafo: Estúdio Novais in AML
Palácio dos Duques de Cadaval, Rua do Príncipe, fachada virada a Norte, actual Largo Duque de Cadaval [ant. 1880]
Fotógrafo: Estúdio Novais in AML
Palácio dos Duques de Cadaval, Rua do Príncipe, fachada virada a Norte, actual Largo Duque de Cadaval [ant. 1880]
Fotógrafo: Estúdio Novais in AML
Atlas da Carta Topográfica nº 36 de Lisboa de Filipe Folque, 1858, [fragnento]
Legenda:
- Vermelho: terrenos do palácio, jardins virados a Norte
- Azul: fachada principal voltada a Sul, para o Pátio do Duque, ou do Duque de Cadaval
- Verde: frente para a Rua do Príncipe (v. 1ª foto)

1 comment:

  1. Relativo ao património da casa de cadaval é extenso e mas se o nome cadaval que vem da realeza portuguesa, no qual o 2 e 3 duque não tiveram sucessão de filhos, filhas legítimos ou bastardos, não tiveram e isto os senhores não sabem. Portanto um nome de uma casa de cadaval que terminou a sua linhagem de sangue paterno no 3 duque Jaime de Mello.

    O que eu não entendo quem são as pessoas que hoje se intitulam principies de cadaval de 600 anos de história e depois vemos por ai filhos não sei de quem, quando eu possuo registos em latim a desmascarar meio mundo.

    "com o Duque de Cadaval D. Luiz Ambrofio de Mello; e morto efte fem filhos, fegunda vez com o Duque D. Jaime de Mello irmão do defunto, tambem sem successäo. - - Do Senhor D. Miguel, e da Duqueza de Alafões D. Luiza Cafimira nafcerão tres filhos : D. Pedro Henrique de Bragança, que foi tambem Duque de Alafões , e Regedor das Juítiças, e morreo folteiro no anno de I 7 6 o. D. João Carlos de Bragança, que depois de correr em tempo d'ElRei D. Jofé I.


    Agora em latim da casa real portuguesa, leiam.

    Ambrofio de Mello Cadavallem/ Duci , eo fine liberis vita fuméto , rurfus nupfit jameti de Mello Ludovici fratri ac fucceffori. Micbaele autem &* Aloyfia Cafimira parentibur mati funt Petrus Henricus Brigamtimur, Dux Alafomienfis , idemque Praefe&ius Praetorio, qui ammo M. DCC. LX. Olifipome caelebs obiit : joannes Carolus Brigantinus , qui fub jofepbo I.

    Portanto quem são as pessoas que hoje se intitulam de principies de cadaval ! Talvez a Maria, o José, o António e todas as pessoas que estão neste blogs e deste lindo Portugal serão todos principies...

    ReplyDelete

Web Analytics