Sunday, 6 March 2016

Avenida da Liberdade, 193

Palacete de Cipriano Ribeiro Caleia


Este palacete urbano, construído nos finais do séc. XIX, em terrenos que Cipriano Ribeiro Caleia adquirira a Barata Salgueiro, traduz uma arquitectura residencial, de gosto ecléctico tardo-romântico, com características de inspiração parisiense. Adquirido pelo Estado na década de 50 do séc. XX, foi objecto de remodelação para acolher a Direcção-Geral de Aeronáutica Civil e o Arquivo Histórico do MOPTC (Ministério das Obras Públicas,Transportes e Comunicações). Actualmente aí funcionam bibliotecas e arquivos ligados a vários ministérios. 

Avenida da Liberdade, 193 com a Rua Barata Salgueiro, 19 [Início séc. XX]
Palacete de Cipriano Ribeiro Caleia; cena de rua
Paulo Guedes, in AML

De planta rectangular e volumetria paralelepipédica, desenvolve-se em dois registos,oferecendo três frentes à rua, sendo a de maior dimensão correspondente ao chanfro do ângulo e ao acesso principal do edifício, efectuado através de porta de verga recta coroada por frontão triangular interrompido, articulado superiormente com uma janela de sacada, de verga recta, encimada por frontão triangular, que abre para uma varanda de cantaria assente em mísulas. Elevando-se acima da cornija comum às frentes do edifício, destaca-se um terceiro registo, nesse mesmo vértice central, correspondente a uma torre de secção quadrada, coroada por telhado piramidal truncado e rasgada em três das suas faces por janelas em arco de volta inteira, rematadas por frontão triangular.
O resto do edifício está coberto por telhado amansardado, rasgado por óculos e trapeiras. As outras duas frentes do imóvel apresentam uma composição semelhante, destacando-se o tratamento arquitectónico e ornamental mais cuidado do alçado virado à Avenida da Liberdade, patente na utilização de pilastras e mainéis decorados, que funcionam como separadores de janelas, de frontões triangulares, de mísulas e de uma decoração vegetalista relevada nos aventais das janelas de peito.
No interior merecem referência os estuques decorativos que ornamentam algumas das suas salas. Encontra-se classificado como Monumento de Interesse Público. (cm-lisboa.pt)

1 comment:

  1. Tive aí várias reuniões no tempo da Drª Teresa Meneses como diretora da Biblioteca do Ministério das Obras Públicas. Essa Biblioteca / centro de Documentação continua ativo nesse lugar?

    ReplyDelete

Web Analytics