Sunday, 2 September 2018

Grande Café d'Itália

A Rua Primeiro de Dezembro  — que já se chamou Rua do Príncipe — foi, desde o final do século XVIII, morada de muitos cafés. Entre os mais famosos e recentes —  diz Marina T. Dias — , do lado ocidental, estavam o pequeno Café Alvarez, o Grande Café Nacional e o seu "rival" Grande Café d'itália.


Por volta de 1925 eram os dois últimos centros políticos muito animados, reunindo tertúlias também rivais entre si e avessas a qualquer contacto com o território do inimigo. No Nacional pontilhavam os jesuíticos "bonzos", partidários de António Maria da Silva. No Itália reuniam os "canhotos" (alusão à extrema-esquerda), adeptos de José Domingues dos Santos. O terreno neutro era, no final da rua e logo a seguir ao Restaurante Leão d'Ouro, o Café Leão "Triste", mais tarde rebaptizado Restauração. Após décadas de mudanças, podemos ver o supermercado Celeiro no antigo Grande Café d'Itália, a sua secção de produtos dietéticos no velho Nacional e uma perfumaria, desde 1991, no local onde esteve o Alvarez (inicialmente conhecido por Ortiz e famoso no jogo de bilhar por apostas). 

Grande Café d'itália [1931]
Gaveto da Calçada do Carmo com a Rua Primeiro de Dezembro
Fotógrafo não identificado, in Arquivo do Jornal O Século

Quanto ao Leão que o público chamava "Triste", alberga agora a herança e o nome do contíguo Restaurante Leão d'Ouro, desde que, em 1998, este se transformou em churrasqueira. Pela banda leste da rua tiveram entrada todos os cafés cujas portas principais davam para o Rossio: Chave d'Ouro, Brasileira do Rossio, Portugal e Gelo. Existiu ainda, no gaveto entre os dois quarteirões, o primeiro de dois cafés lisboetas com o nome Aviz.
_______________
Bibliografia
DIAS, Marina Tavares, Os Cafés de Lisboa, p. 106, 1999.

1 comment:

  1. Hello There. I discovered your blog the use of msn. That is an extremely well written article.

    I will make sure to bookmark it and come back to learn more of
    your useful info. Thank you for the post. I'll definitely comeback.

    ReplyDelete

Web Analytics