Sunday, 23 September 2018

Theatro Phantastico (Teatro Fantástico)

Espreitamos na Rua do Jardim do Regedor, o sítio onde foi o Teatro Fantástico, com um átrio feito de estalagmites e estalactites, de pasta colorida, por onde passaram alguns artistas que estão hoje na primeira fila.¹


Um dos mais antigos animatógrafos de Lisboa e do país foi o popular Teatro Fantástico. Inaugurado em 1909, fez sensação devido à sua decoração cuidada e bastante arrojada para a época. O interior da sala tinha uma atmosfera diferente devido essencialmente à decoração do tecto que ostentava estalactites feitas de pasta de papel. Em conjunto com uma iluminação bem conseguida a realçar essa particularidade, o espectador quase que se podia sentir como estando dentro de uma gruta.

Theatro Phantastico [1912]
Rua do Jardim do Regedor, 4-8
Perspectiva tomada da Rua das Portas de Santo Antão
Em caraz, a revista Hoje Anda à Roda estreada em 1912
Joshua Benoliel, in  A.M.L

Em 1915 muda de donos e também de nome, passando a designar-se «Paradis». Um ano depois volta a mudar de empresa exploradora e desta vez passa a chamar-se «Salão Rubi». Em 1917 terminam as exibições cinematográficas e o local passa a ser utilizado como teatro recuperando o nome Fantástico. As constantes mudanças de administração devidas a má gestão provocam uma instabilidade que acabaria por ditar o seu encerramento definitivo em 1918.² 

Theatro Phantastico [1912]
Rua do Jardim do Regedor, 4-8
Cena da revista Hoje Anda à Roda estreada em 1912
Alberto Carlos Lima, in  A.M.L

Bibliografia
¹ SEQUEIRA, Matos, Velhos teatros de Lisboa desaparecidos, 1952.
² RIBEIRO, M. Felix, Os Mais Antigos Cinemas de Lisboa, 1896-1939, 1978.

1 comment:

  1. Guau, increíble diseño de blog! ¿Desde hace cuánto bloggeas?
    Usted hace que el blogging vistazo simple. ¡El vistazo total de su lugar es excelente,
    y mucho menos el contenido!

    ReplyDelete

Web Analytics