quinta-feira, 28 de abril de 2016

Theatro Politeama

O Teatro Politeama foi construído a expensas de um «Brasileiro de torna-viagem», José António Pereira (à varanda na foto abaixo). Importa lembrar que nas primeiras décadas do século XX foi um teatro prestigiado e importante: Alfredo Cortez, Ramada Curto, D. João da Câmara, Raul Brandão, Júlio Dantas, Amélia Rey Colaço, Angela Pinto, Adelina e Aura Abranches, Palmira Bastos, Chaby, Vasco Santana, António Silva, Amália Rodrigues, Laura Alves, e tantos mais, foram nomes que aqui se afirmaram. Aliás, o Politeama começou a exibir cinema desde 1914 e fixou-se como sala popular de cinema e variedades de 1927 em diante. A partir de 1991, pela mão do encenador Filipe La Feria, recuperou uma presença sólida como sala de teatro e ao mesmo tempo, grande parte da traça primitiva e da decoração, incluindo o pano de boca primitivo.

Teatro Politeama [1912-1913]
Rua das Portas de Santo Antão
Joshua Benoliel, in AML

O empresário Luís António Pereira, que era um homem apaixonado pelas artes do espectáculo, sonhou dar a Lisboa uma nova sala, onde a música e o teatro pudessem servir o público.
Assim, nuns terrenos que comprou na Rua das Portas de Santo Antão, frente ao Coliseu dos Recreios, lançou em 12 de Maio de 1912 a primeira pedra do que viria a ser o Theatro Politeama. A inauguração aconteceu a 6 de Dezembro de 1913 com a opereta Valsa de Amor.

Teatro Politeama, sala de fumo [c. 1913]
 Alberto Carlos Lima, in AML
(clicar para ampliar)

Teatro Politeama, palco, pano de boca [1914]
 Alberto Carlos Lima, in AML

Foi o primeiro teatro construído em Lisboa na República, com projecto do prestigiado arqº Miguel Ventura Terra, com destaque para a dimensão decorativa da sua imponente janela, quase desproporcionada face ao espaço viário em que se implanta.
Das decorações do teatro - tecto e pano de boca - ocuparam-se o escultor Jorge Pereira e os pintores Benvindo Seia e Veloso Salgado.

Teatro Politeama [c. 1960]
Rua das Portas de Santo Antão
Arnaldo Madureira, in AML
 

Sem comentários:

Enviar um comentário

Web Analytics