Sunday, 26 May 2019

Palácio dos Condes de Coculim

Vemos os restos de outro nobilissimo palacio — diz mestre Castilho — , que vai deter-nos alguns instantes a estudal-o; é o que fica pegado, pela sua esquina Occidental, ao chamado arco de Jesus, ou porta-do-mar-a-S. João. O palacio a que me referi era o dos Condes de Coculim, cujo brasão de armas, as faxas dos Mascarenhas, orna ainda a esquina do edifício. Pelas mostras, deveu ser uma casa bellissima; só restam as lojas, poucas janellas de sacada no primeiro andar, e um enorme portão, no mais arrogante estylo do século XVII. O terremoto aluiu todo o resto.


Quanto ao antigo Palácio Coculim, refere Norberto de Araújo o seguinte: «Bem de admirar-se é êsse forte cunhal brasonado [ao centro, vd. foto 3] das armas dos Mascarenhas — muitos Mascarenhas titulares houve em Portugal! — , e que corresponde ao apelido dos Condes de Coculim, cujo primeiro senhor do título era filho de D. João de Mascarenhas, 1.° Marquês de Fronteira (1670) e 2.º Conde da Tôrre. [...]

Palácio Coculim [ant. 1900]
Rua do Cais de Santarém, 38-66; Arco de Jesus, 2-10; Beco do Armazém do Linho; Travessa de São João da Praça
 Fotógrafo não identificado, in AML

Pois disse-te que êste Palácio, à nossa direita [desde o cunhal do Arco de Jesus até à Travessa de São João da Praça [ao fundo à esq.], era dos Condes de Coculim (1755), em cujos restos, que o Terramoto poupou, estão hoje [em 1939] os armazéns de ferro da firma Sommer. No comêço do século XVII pertencia aos Condes de Linhares; supõe-se, sem que se possa ter a segurança, que uma serventia que existiu até 1755 nos baixos dêste prédio — que interiormente ainda se denota, em forma de arco, tornado armazém — fôsse o Postigo do Conde de Linhares, aberto na muralha, já muito depois da construção da Cêrca de D. Fernando, e que ligava o Cais de Santarém com S. João da Praça.
Repara nesse portal [visível entre as duas carroças, vd. fig.2] de cantaria almofadada, com verga ornamentada, ao estilo do século XVII; é quanto resta, expressivo, do Palácio dos Coculins.

Portal seiscentista do Palácio Coculim [193-]
Rua Cais de Santarém, 52
Eduardo Portugal, in AML

Cunhal brasonado com Pedra de armas
dos Mascarenhas Condes de Coculim [1959]

Rua Cais de Santarém; Arco de Jesus
Armando Serôdio, in AML

N.B. Desde 2018 — e após obras de reabilitação — está instalado no palácio o primeiro hotel-museu da cidade, o Hotel Eurostars Museum. O grande atractivo deste hotel é ser também um museu, expondo o precioso espólio arqueológico achado no local durante as obras de construção. Uma domus romana foi posta a descoberto e pode ser vista in situ, bem como um troço da muralha e da rua adjacente, do mesmo período (séculos II e III).
_________________
Bibliografia
CASTILHO, Júlio de, A Ribeira de Lisboa, pp. 177-178, 1893.
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. X, p. 25, 1939.

No comments:

Post a Comment

Web Analytics