Monday, 20 February 2017

Paris em Lisboa, à Rua Garrett

O padeiro, as varinas, a carroça da entregas, a vendedeira — com um olho no fotógrafo e o outro no magarefe (negociata ou namorico?) —, e o polícia, não vá haver algum desacato logo pela manhã e numa rua tão chic.


Aberta desde 1888 mantém-se como uma loja de referência da capital. No início as fazendas, sedas e bordados vindos directamente da capital da moda, Paris, faziam as delícias da clientela mais abastada. Pela qualidade e exclusividade do seu serviço a Rainha D. Amélia, em 1902, honra a casa com a mercê de Fornecedores de Sua Real Casa.
Nos anos 30 do século XX o negócio passa a incluir uma secção de perfumaria, meias e artigos de casa. As meias de vidro surgem como uma novidade e artigo de luxo, dado o seu preço. Os tecidos de alta qualidade são os produtos mais vendidos e, rapidamente, encaminhados para os inúmeros ateliers de alta costura então existentes.

Rua Garrett [c. 1910]
Do lado esquerdo, a seguir ao padeiro — na esquina com a Rua Serpa Pinto — a famosa loja de modas "Paris em Lisboa"; ao fundo, no topo da "ladeira vaidosa"  vê-se a Igreja da Encarnação
Joshua Benoliel, in AML

Só nos anos 70 é inaugurada uma nova secção de malhas e pronto-a-vestir. A partir de 1974 a secção de roupas de casa ( de cama , de mesa, de banho e de cozinha) passa a ocupar toda a loja.
O interior da loja mantém a decoração original com móveis de grandes vitrines em madeira maciça e algum mobiliário da época (fauteils) misturado com outro mais actual. [cm-lisboa.pt]

Atelier de costura da Casa Paris em Lisboa [1911]
Rua Garrett, 77-81
Joshua Benoliel, in AML

1 comment:

  1. Conheci uma 'Caixeira' do Paris em Lisboa, casada com um 'Caixeiro' da Grande Ourivesaria da Moda, na Rua da Prata, que na segunda metade dos anos 50, do séc. passado, que ganhavam um ordenado que lhes dava para pagar férias na praia e viver num andar dum prédio novo na Rua das Amoreiras.

    ReplyDelete

Web Analytics