Sunday, 23 January 2022

Lojas na Muralha da Rua do Carmo

Na Rua do Carmo, a muralha de suporte das ruínas do convento foi levantada anos depois do Terramoto —  não se sabe o ano certo, As lojas, até ao n.° 87, inclusive, foram abertas em 1901, continuando, durante uma vintena de anos, a parte da muralha de ali para baixo a ser «cega» — paredão de alto a baixo. Entre 1920 e 24  foram perfuradas na «Muralha da Rua do Carmo» as outras lojas a seguir ao n.º 81 — antiga Luvaria Paladini, (vd. 2ª imagem).

Rua do Carmo, 87A-87D [post. 1925]
Luvaria Ulisses, Joalharia do Carmo,  Companhia Wagons Lits e Sapatearia Atlas
Ferreira da Cunha. in AML

A Joalharia do Carmo, n.º 87B, foi fundada em Outubro de 1924, por Alfredo Pinto da Cunha. A fachada em meio-arco, decorada a ferro forjado, e os interiores em art deco recordam o Chiado de outros tempos. A estreita Luvaria Ulisses, n-º 87A, instalou-se em  Junho de 1924 por Joaquim Rodrigues Simões. A Companhia Wagons Lits, n.° 87C, em Agosto e a Sapatearia Atlas, n.º87D, em Junho do mesmo ano.

Rua do Carmo, lojas até ao n.º 87 [c. 1910]
Lojas abertas na Muralha por volta de 1901; ao fundo nota-se a Luvaria Paladini, n. 81.
Joshua Benoliel. in AML

Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. XII, 1939-

No comments:

Post a Comment

Web Analytics