Friday, 4 August 2017

Chafariz do Largo da Paz

Segundo Norberto de Araújo  o nome de Ajuda deriva da pequena Ermida desta invocação, erecta no século de quatrocentos no alto da Ajuda, e à qual andou ligada uma graciosa lenda: um pastor que por aqui trazia seu gado entrou em certa ocasião numa gruta entre fragas que caracterizava o lugar, e viu nela uma imagem da Virgem, que logo — e porque auxiliava os que a ela recorriam — ficou sendo a Senhora «da Ajuda», construindo-se defronte a Ermida.


Sabe-se que por volta de 1762-63, a freguesia da Ajuda deixou de ser considerada suburbana e estava incluída nos limites da cidade com 5 principais arruamentos: Calçada que vai de Alcântara para a Ajuda, Travessa da Estopa, Calçada de Nossa Senhora da Ajuda, Rua das Mercês e Rua da Paz.

Chafariz do Largo da Paz [1932-08-08]
Largo da Paz
Fotógrafo não identificado, in Arquivo do Jornal O Século
Legenda das imagens no arquivo: «As bilhas e as vasilhas que se colocam em bicha nas proximidades do chafariz, por motivo da falta de água»

Chafariz em cantaria de calcário lioz, de planta circular, assente em plataforma circular, com um degrau no lado S., vencendo o desnível do terreno. No centro desta, surge o chafariz, composto por tanque circular, com base e bordo saliente, pouco profundo e consolidado por gatos de ferro. No interior, uma pequena base, saliente na zona superior, onde assenta plinto paralelepipédico, capeado e encimado por dado, de onde evolui um obelisco piramidal, coroado por base galbada que sustenta alcachofra. 

Chafariz do Largo da Paz [1932-08-08]
Largo da Paz
Fotógrafo não identificado, in Arquivo do Jornal O Século
Legenda das imagens no arquivo: «Após a chegada da água, o povo rodeando um chafariz»

No plinto, surgem quatro chapas metálicas circulares, que tapam as primitivas bicas, mantendo, no lado N., uma torneira de inox e duas réguas de ferro para apoio do vasilhame. O dado onde assenta o obelisco, apresenta as faces almofadadas, com os ângulos côncavos, onde surgem inscrições pintadas a preto: no lado N., "CMB 1859"; no lado E., "BICA DO POVO"; no lado O., "POVO" e, no lado S., "CAMARA MUNICIPAL DE BELEM 1859". A envolver o tanque, surge um escoadouro.

Chafariz do Largo da Paz [1932-08-08]
Largo da Paz
Fotógrafo não identificado, in Arquivo do Jornal O Século
Legenda das imagens no arquivo: «Bicha, próxima de um chafariz, à espera que haja água»

Bibliografia
(ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. IX, p. 94)
(Junta De Freguesia Ajuda)
(monumentos.pt)

4 comments:

  1. Oi lá muito legal site !!!! Cara Excelente...
    Maravilhoso... Eu vou indicador seu local e levar os feeds também ?
    Eu sou feliz pesquisar numerosos útil informação aqui
    dentro o submeter , precisamos funcionam extra técnicas
    sobre este em conta, Obrigado por compartilhar......

    ReplyDelete
  2. Claro como seu web site no entanto você precisa verificar a ortografia em muitos de
    seus posts. Um número de eles estão repleto de ortografia problemas e eu encontrar
    muito incómodos informar a verdade por outro lado eu vou certamente
    vem volta novamente.

    ReplyDelete
  3. It's a shame you don't have a donate button! I'd definitely donate
    to this brilliant blog! I guess for now i'll settle for book-marking and adding your RSS feed
    to my Google account. I look forward to fresh updates and will talk about this site with my Facebook group.
    Chat soon!

    ReplyDelete
  4. Gгeat post. I was checking continuously this blog ɑnd I аm impressed!

    Extremely helpful information particularly tһe ultimatе seⅽtion :
    ) I maintain such information much. I used to be ѕeеking this certain information for a long time.
    Thank you and good luck.

    ReplyDelete

Web Analytics