terça-feira, 18 de outubro de 2016

Feira do Livro no Rossio

O Rossio tinha sido Fórum, mercado, circo, parada, quartel, jardim, terreiro, cêrca de hospitaleiros, cêrca de lidadores, cêrca de vendilhões. Nunca tinha sido cêrca de letrados. Em volta do lago, do lado Norte, construiram-se 19 «stands», em série, iguais, matemáticos, de formas carpinteirais, de toldos branco-rosa (...)


Feira do Livro [1932]
Praça D, Pedro IV (Rossio)
Fotógrafo não identificado, in arquivo do Jornal O Seculo

Em Maio de 1930 1931 inaugurou-se, na Praça D, Pedro IV, vulgo Rossio, a primeira Feira do Livro de Lisboa — na altura Semana do Livro (na 3.ª Foto) —, que logo granjeou a maior simpatia por parte da população. A ideia de pôr à disposição do público, a preços acessíveis, as publicações de maior êxito, fora importada da Feira de Madrid que constituía um sucesso para a difusão de livros.

Feira do Livro [1933]
Praça D, Pedro IV (Rossio)
 Em 1933, a Associação da Classe dos Livreiros de Portugal ocupa dois dias da Feira do Livro com a venda de livros unicamente dedicados ao público feminino
Fotógrafo não identificado, in arquivo do Jornal O Seculo

O grande animador da ideia foi o livreiro Ventura Ledesma Abrantes, estabelecido na Rua do Alecrim, que já então liderava o movimento dos «Amigos de Olivença», que exigia a restituição desta terra a Portugal.
Foram 12 dias de festa em volta das palavras. A ideia foi trazida de fora, mais precisamente de Madrid, onde já existia um evento semelhante. A expectativa era muita e os visitantes responderam em boa medida, sustenta a imprensa da época: tudo se vestiu para a ocasião, sem esquecer o chapéu, que esse dia de Maio anunciava-se soalheiro. Mas é preciso recuarmos ao início do século XX para ir à raiz da história. Em 1906, na então Rotunda da Avenida — actual Praça do Marquês de Pombal —, acontecia uma feira que, entre outras coisas, tinha um mercado dedicado aos livros. 

I Feira do Livro [1931]
Praça D, Pedro IV (Rossio)
 Com a «Semana do Livro» iniciativa da Associação dos Livreiros, e integrada nas Festas da Cidade de Lisboa, foi inaugurada a I Feira do Livro em 29 de Maio de 1931, com a presença do Presidente da República General Óscar Carmona, o Ministro da Instrução Pública Gustavo Cordeiro e Ventura Abrantes secretário da Associação dos Livreiros
Estúdio Mário Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G..

Bibliografia
(SERRÃO, Joaquim Veríssimo, História de Portugal, Vol. XII, p. 627, 1977)
(Diário de Lisboa", nº 3096, Ano 11, Sexta, 29 de Maio de 1931)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Web Analytics