Friday, 6 October 2017

Lojas de antanho: a «Casa Chineza»

Ainda lá em cima no quarteirão do lado direito [de quem sobe na direcção do Rossio] — lê-se no jornal A Capital de 1916 — fica a «Casa Chineza» [fundada em 1866]. Essa parte da Rua do Oiro foi sempre a região classica das lojas de chá. Algumas d'elas, que tiveram longa e profícua existência, ainda hoje [1916] existem. Mas a mais importante de todas é a «Casa Chineza», cujo fornecimento de chás, cafés e outros generos de mercearia é dos melhores e dos maiores. Além disso, as collecções de artigos e preciosidades orientaes, como loiças da Índia, China e Japão, leques, charões, lenços, artigos de seda, etc., são riquíssimos, como facilmente verifica quem defronte da montra d'este magnifico estabelecimento se detiver, ainda que por poucos momentos. A «Casa Chineza» é, portanto, a continuidade da tradição d'aquella porção de rua onde se encontra installada ha muitos annos.

Casa Chineza [c. 1930]
Rua Áurea, 274-278
Mário Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G.

Pormenor de calçada portuguesa, Casa Chineza

Bibliografia
A Capital: diário republicano da noite [1910-1938]

6 comments:

  1. Valuable info. Fortunate me I discovered your site by chance,
    and I am stunned why this accident didn't took place in advance!
    I bookmarked it.

    ReplyDelete
  2. Keep up the great piece of content, I read several posts on this site and I think
    that your web blog is actually helpful as well as contains a lot of exceptional
    information.

    ReplyDelete
  3. Hello there! I have to admit, I'm amazed with your website.
    I had no trouble navigating through all the information. I discovered what I needed
    in no time at all. Pretty amazing. Would appreciate it
    if you add forums or something like that,
    it would be a perfect way for your clients as well as some other visitors to interact.
    Congrats.

    ReplyDelete
  4. E parece que ainda lá está...

    ReplyDelete
  5. Lindíssima foto! É lamentável que essas lojas da nossa vida(longa vida às sobreviventes), estejam a dar lugar a um vazio cultural, preenchidas com espaços de tristeza e sem estética, feios/deprimentes!
    Obrigado ao Blogue, por mostrar e nos fazer reviver a beleza de "Lisboa de outros tempos": Tão bela.
    Um abraço
    Manuel Paula

    ReplyDelete

Web Analytics