Friday, 16 October 2020

Chafariz das Laranjeiras

A ideia da construção deste chafariz remonta a Dezembro de 1791, no entanto as obras só ficaram concluídas em 1795, segundo projecto dos arqs. Honorato José Correia de Macedo e Sá e Francisco António Ferreira Cangalhas, como atesta uma petição dirigida pelo primeiro à Direcção das Reais Fábricas e Obra das Águas Livres. Inicialmente implantado diante do acesso principal da Quinta das Laranjeiras, propriedade do 1º barão de Quintela, encontra-se actualmente no cruzamento entre a Estrada das Larangeiras e a Calçada da Palma (na freguesia de São Domingos de Benfica), local para onde foi transferido no séc. XX [c. 1960]. [cm-lisboa.pt]

Chafariz das Laranjeiras [c. 1900]
Estrada das Laranjeiras [Calçada da Palma de Baixo]
Fotógrafo não identificado, in AML

O chafariz de estilo rococó é flanqueado por um muro sobre o qual se eleva o corpo, integralmente em cantaria, que se compõe em três módulos, ostentando os laterais aparelho rústico e estípides sobrepujadas de fogaréus; o central mais elevado, ostenta sobre tabela rocaille uma pedra de armas reais de Portugal, sendo rematado por um frontão curvo. Um escudo elíptico assenta sobre a cartela com concheados, surgindo emoldurado por palmas. Na parte inferior do alçado principal está o tanque rectangular com ângulos boleados, possuindo duas bicas colocadas na base das estípides dos módulos laterais. O tanque é protegido por dois mourões.

Chafariz das Laranjeiras [1944]
Estrada das Laranjeiras [Calçada da Palma de Baixo]
Eduardo Portugal, in AML

 
N.B. Conforme inquérito realizado, em 1940, às águas de Lisboa, é revelado que constituía uma água salobra, sulfatada e cloretada, tendo sido suspeita de inquinação; perante este relatório, a água foi desviada da bica; Na década de 50 - provável transferência para o local onde na actualidade se encontra e ligação do chafariz à rede pública de abastecimento de água. [vd. imagem abaixo]

Chafariz das Laranjeiras [1960]
Calçada da Palma de Baixo [
Estrada das Laranjeiras]
Arnaldo Madureira, in AML

No comments:

Post a comment

Web Analytics