Sunday, 19 April 2020

Igreja das Chagas (de Cristo)

Aqui temos a Igreja das Chagas — cujo adro foi um admirável miradouro de Lisboa. «As Chagas» é designação de ressonância bairrista, com projecção olisiponense. Anos houve em que a missa das Chagas tinha tom. Hoje, simpática, aprazível de local a-pesar-de «entaipada» de edificações, pouco mais é que uma evocação. 
A primitiva Igreja das Chagas datava de 1542, e sucedera a uma Capela que existia no Convento da Trindade, pertencente a uma Confraria das Chagas de Cristo, instituída em 1493 naquêle Mosteiro por Fr. Diogo de Lisboa, e de que só eram irmãos os marítimos das Carreiras da Índia e Ultramar. O mesmo frade fêz erguer aqui a Igrejinha, que era a paróquia dos homens da lndia, sujeita à Basílica romana de S. João Latrão. A imagem tradicional era a de N. Senhora da Piedade, chamada das Chagas de Cristo, que um mercador trouxera da Índia.

Panorâmica de Lisboa e do rio Tejo, vendo-se a Igreja das Chagas |1905|
Rua do Ataíde, Igreja; Rua das Chagas, 4-10
Fotógrafo: não identificado, in AML

A Igreja das Chagas tinha, em flanco, uma alta torre. O Terramoto reduziu a Igreja a escombros e o recheio a cinzas. Foi depois, reedificada como estás vendo: pobre e alegre.

Igreja das Chagas de Cristo, gravura
Rua do Ataíde, Igreja; Rua das Chagas, 4-10
in AML

Pois entremos no pequeno templo — prossegue Norberto de Araújo — , aureolado de lendas e tradições, entre as quais aquela que nos diz que Luiz de Camões aqui se enamorou, durante uma solenidade de Sexta-feira Santa, de D. Catarina de Ataíde. A versão, sem fundamento histórico, está desfeita; nós, porém, temos uma certa ternura pelas lendas. E por isso te digo, Dilecto, com uma respeitável convicção, que «foi aqui que um grande poeta, ainda moço, se enamorou certa noite de uma linda menina, dama que foi da côrte, a lírica Natércia que havia de ser a «alma minha gentil...», etc.[...]
E êste sim, o soneto, é que não é lenda, e viverá enquanto houver literaturas no mundo!

Igreja das Chagas, fachada |1949|
Rua do Ataíde, Igreja; Rua das Chagas, 4-10
Estúdio Mário Novais, in AML

Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. XIII, pp. 52-53, 1939.

No comments:

Post a Comment

Web Analytics