Sunday, 23 February 2020

Sítio que foi da Boa Morte: palacete dos Condes de Sabrosa

Entramos no sítio que foi da Boa Morte, invocação que teimosamente perdura na bôca de velhos bairristas, e que os roteiros modernos se encontram na necessidade de apontar, em sujeição à tradição oral.
O cruzamento das Ruas de Santo António, Sant'Ana, Possidónio da Silva, do Possolo e do Patrocínio, é que fazem o sítio da Boa Morte. A razão dêste nome, de fundamento religioso, está na existência da Igreja da Boa Morte do Convento da mesma invocação; [...]

Palacete dos Condes de Sabrosa [c. 1940]
Rua de Sant'Ana com a Rua do Possolo

Casa de estilo português, revestida exteriormente de azulejos da Cerâmica de Campolide
Eduardo Portugal, in AML

Bem curioso é êste enfiamento da Rua de Sant'Ana; à sua esquina, do lado poente, com ingresso pela Rua do Possolo, 76, ergue-se com um único andar o palacete dos Condes de Sabrosa, essa casa de estilo português, tôda revestida exteriormente de azulejos decorativos, de tipo de silhar palaciano, mas pintados há poucas dezenas de anos por João Rodrigues, e saídos dos fornos da Cerâmica de Campolide [Fábrica da Louça do Rato].

Nota(s): Actualmente está aqui instalada a  Embaixada da Finlândia.

Palacete dos Condes de Sabrosa [1969]
Rua do Possolo, 76 com a
Rua de Sant'Ana
Casa de estilo português, revestida exteriormente de azulejos da Cerâmica de Campolide
Armando Serôdio, in AML

Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de Araújo, Peregrinações em Lisboa, vol. XI, pp. 56-59, 1939.

No comments:

Post a Comment

Web Analytics