Sunday, 20 June 2021

Banco de Lisboa e Açores

O Banco de Lisboa & Açores, que temos à vista, é na sua fachada o mais imponente edifício moderno da Baixa; não é obra trivial — risco de Ventura Terra — , com suas quatro colunas, nas quais, acima de placas de mármore , assentam cabeças de leão; três largas varandas, muito decorativas, sobre pianhas em concha regular, enobrecem a frontaria.

Banco de Lisboa & Açores [12 de Maio de 1911]
Rua Áurea, 82-92
Ornamentações por ocasião do IV Congresso Internacional de Turismo de Lisboa
Joshua Benoliel, in AML

O Banco Lisboa & Açores foi fundado em 1875, e transferiu-se para este local, deixando a sua sede na Rua do Comércio (passada ao Banco de Portugal) em 1907; o edifício novo fora concluído em 1906.

O vastíssimo hall, circular é precedido de um pequeno vestíbulo com pinturas e pormenores de arte; toda a construção, na parte aberta ao público, é nobre de materiais.

Banco de Lisboa e Açores [1928]
Rua Áurea, 82-92 (N→S)
Fotógrafo não identificado, in Arquivo do Jornal O Século

N.B. No período de 1968-1969, além da sede, em Lisboa, e de filiais no Funchal, Ponta Delgada e no Porto, o banco possuía 14 dependências e 29 agências espalhadas pelo País.
Entretanto, na sequência da tendência crescente de concentração de capitais e de fusão de instituições, constituindo organismos mais sólidos e credíveis, também o Banco Lisboa & Açores negociou a sua integração com o recém-criado Banco Totta-Aliança. A Portaria de 14 de Novembro de 1969 autorizou a fusão dos dois bancos, ficando a nova instituição com a denominação de Banco Totta & Açores, entidade que iniciou funções a 01 de Janeiro de 1970.

Banco de Lisboa e Açores [1928]
Fachada sobre a Rua dos Sapateiros, 21
Fotógrafo não identificado, in AML
 
Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. XII, p. 55, 1939.

No comments:

Post a Comment

Web Analytics