Friday, 18 October 2019

Rua do Barão

Eis-nos no cimo da Rua do Barão, artéria do século passado [XIX], e que sucedeu a uma muito mais estreita Rua do Barão Velho, designação do século de quinhentos, e cujo titulo derivou do 1.° Barão de Alvito, João Fernandes da Silveira, chanceler-mór de D. Afonso V e de D. João II.
Confessa, Dilecto, que estes desvios contribuem para amenizar o passeio: vamos dar sempre ao mesmo sítio, que é o que sucede em todos os burgos velhos.

Rua do Barão [1908]
 Confluência com a Rua de Augusto Rosa, antiga do Arco do Limoeiro
Machado & Souza, in AML

Em 1554 a artéria designava-se por Rua do Barão Velho, o que Pastor de Macedo interpreta como «O adjectivo deveria ter sido aposto ao nome da rua, quando o Barão deixou de lá morar». Mais esclarece o olisipógrafo que «Em 1486 vemos designá-la por rua que vay pera a porta d`alfama, depois, conforme já se disse, por Rua do Barão em 1552, e por Rua do Barão Velho em 1554. Desde então até hoje foi sempre a Rua do Barão ou do Varão, e uma vez, em 1684, chegou a ser a Rua do Verão.»

Rua do Barão [1901]
 Junto à Igreja de S. João da Praça
Machado & Souza, in AML

Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. XX, p. 40, 1939.
 cm-lisboa.pt.

1 comment:

  1. Terrific article! That is the type of information that
    should be shared across the net. Disgrace on Google for no longer positioning this submit higher!

    Come on over and consult with my website .

    Thanks =)

    ReplyDelete

Web Analytics