Sunday, 10 February 2019

Rua de Serpa Pinto: Hospital da Venerável Ordem Terceira de S. Francisco da Cidade

Esta Rua de Serpa Pinto — diz Norberto de Araújo — no trôço que desce do Largo do Directório [actual Largo de São Carlos] até à confluência do Ferregial e Vítor Cordon, é de dístico recentemente reposto. Nesta rua em 16 de Outubro de 1918 foi fuzilado numa escolta em que, com outros prisioneiros, era conduzido, não se sabe para onde, o Visconde da. Ribeira Brava, aplicando-se-lhe, e a alguns companheiros, a célebre «lei das fugas».


No ano de 1924 a artéria passou a ser oficialmente chamada «da Leva da Morte», lúgubre designação que mais tarde foi convertida em Rua 16 de Outubro. Há dois anos [1937] regressou à designação de Serpa Pinto, em prolongamento desta artéria que, atravessando o Chiado, vem desde o Largo Rafael Bordalo Pinheiro. A artéria, quando foi aberta, recebera o nome de Rua Nova dos Mártires.
Nesta Rua, descendo, no n.º 7 que segue ao Teatro de S. Carlos, está. instalado desde 1874 o Hospital da Venerável Ordem Terceira de S. Francisco da Cidade, uma das Casas de Saúde particulares de Lisboa.

Rua Serpa Pinto, 7 [1929]
Hospital da Venerável Ordem Terceira de S. Francisco da Cidade
Fotógrafo não identificado, in Arquivo do Jornal O Século

A Venerável Ordem Terceira de S. Francisco, que data do século XVIII, foi instalada em Portugal pouco depois da fundação do Convento de S. Francisco, numa Capela consagrada a N. Senhora das Dores. Em 1671 construiu-se, no Convento, o Hospital da Ordem Terceira inaugurado em 4 de Agôsto de 1673, e destruído pelo Terramoto. Foi reedificado em 1779, e, neste logar, novamente transformado e ampliado em 1874, ano em que no segundo andar se construiu uma Capela, pois a da Venerável Ordem desde 1834 andava, por empréstimos.
Êste Hospital, tornado, há uma dezena de anos, Casa de Saúde ao tipo do Hospital dos Terceiros de Jesus, recebeu recentemente alguns benefícios de ordem clínica.
____________
Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. XIII, p. 17, 1939.

1 comment:

Web Analytics