Sunday, 24 June 2018

Rua Correia Garção: o «Quarteirão dos padres Bentos»

Ocupando o espaço todo dêsse grande quarteirão, desde a moderna Rua Correia Garção [rasgada por volta de 1912] —  diz Norberto de Araújo — até à confluência dos Poiais, era a chamada «Frontaria de S. Bento», terrenos do Convento nos quais os frades nos meados do século XVII já haviam consentido a construção de casas, à margem do caminho rústico; êles próprios, depois do Terramoto (1760), fizeram erguer uma grande correnteza de prédios que foram a base dos que depois se reedificaram, e aí tens à vista. Eram as «Casas» ou «Quarteirão dos padres Bentos», representadas hoje por êste enorme renque de quatro prédios contíguos, n.°” 53 a 107 [hoje n.°” 1 a 17], com 112 janelas, e o seu ar sólido de rendimento.¹

Rua Correia Garção [ant. 1938]
«Poeta Arcádico do século XVIII»
Perspectiva tomada da Rua das Francesinha e, à direita a Calçada da Estrela; ao fundo, a Rua  de São Bento vendo-se o antigo Arco
Eduardo Portugal, in AML

O topónimo Rua Correia Garção foi atribuído pela Câmara Municipal de Lisboa através de Edital de 20/09/1912 ao arruamento que «liga a Calçada da Estrela com a Rua de S. Bento no ponto da muralha de suporte de terraplano do Parlamento».
Foi suprimida a legenda «Poeta Arcádico do século XVIII» por parecer da Comissão de Toponímia em 16/12/1946.

Rua Correia Garção [ant. 1938]
«Poeta Arcádico do século XVIII»
Ao fundo, Rua e o antigo Arco de São Bento; por esta altura estava em construção a escadaria do Palácio de S. Bento
Eduardo Portugal, in AML

Poeta português do Neoclassicismo, de nome completo Pedro António Correia Garção (1724-1772), nasceu na Rua do Benformoso em Lisboa. Frequentou o curso de Direito da Universidade de Coimbra, não chegando, contudo, a terminá-lo. Em 1756, juntamente com Cruz e Silva, Teotónio Gomes de Carvalho e Manuel Nicolau Esteves Negrão, fundou a Arcádia Lusitana, utilizando como pseudónimo arcádico Coridon Erimanteu. Foi escrivão na Casa da Índia e dirigiu a Gazeta de Lisboa de 1760 a 1762. Em 1771 foi detido no Limoeiro (onde veio a falecer) por ordem do Marquês de Pombal, por razões não esclarecidas. É considerado um dos mais importantes poetas neoclássicos da literatura portuguesa.²

Rua Correia Garção [1938]
«Poeta Arcádico do século XVIII»
Perspectiva tomada do Palácio de S. Bento da «correnteza de prédios que foram a base dos que depois se reedificaram, e aí tens à vista. Eram as «Casas» ou «Quarteirão dos padres Bentos». [Araújo:1939] 
Eduardo Portugal, in AML

Bibliografia
¹ ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. XI, p. 40, 1939.
² cm-lisboa.pt.

7 comments:

  1. My relatives always sɑy that Ι am kіlling my timе here at
    net, however I know I am getting experіence all the tike by reading thes pleasant content.

    ReplyDelete
  2. Hello There. This is a really neatly written article. I’ll make sure to bookmark it and come back to
    read more of your useful information. Thank you for
    the post. I will certainly comeback.

    ReplyDelete
  3. Hello, every time i used to check weblog posts here early
    in the daylight, as i enjoy to gain knowledge of more and more.

    ReplyDelete
  4. Useful information. Very interesting topic, outstaning post.I bookmarked it.

    ReplyDelete
  5. É com imenso prazer que acedo a este extraordinário Blogue.O tempo que aqui passo(que peca por defeito)é,não só um investimento cultural, de valor incomensurável(tenho aprendido muito),como também um agradável momento de lazer e bem-estar.

    Manuel Paula

    ReplyDelete
  6. Boa noite, a segunda foto não mostra a rua Correia Garção: ela mostra parte da rua de São Bento, sendo a rua à direita a Travessa da Arrochela.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boa noite. A 2ª foto mostra, efectivamente, a Rua Correia Garção com a Rua de S. Bento ao fundo. Não acredita) É consultar o google: https://www.google.com/maps/@38.711752,-9.1534899,3a,75y,60.53h,85.54t/data=!3m6!1e1!3m4!1sGtD-YK2zVDIZ6RSJd58WJA!2e0!7i13312!8i6656

      Delete

Web Analytics