Friday, 1 June 2018

Igreja de Santo Estêvão

A igreja de Santo Estêvão — considerada «monumento nacional» (27/8/1917) — é uma reedificação do segundo quartel do século XVIII. por sua vez objecto de largo restauro depois do Terramoto (1778). na frontaria e em parte do interior. Está situada numa elevação, na qual se construiu um vasto adro amparado a uma muralha.


A paróquia de Santo Estêvão, das mais antigas e representativas de Lisboa, remonta, por noticia de um documento, a 1188; existia seguramente o templo neste lugar em 1279, possivelmente mesmo na primeira metade do século, reinado de D. Afonso II. A primitiva igreja, certamente modesta, foi reedificada em 1316 e em 1548, por efeito dos danos causados por sismos nos século XIV e XVI, e teria então sido ampliada e revestida de grandeza, pois sabe-se que ostentou cinco naves — por ventura apenas divisões teóricas demarcadas por colunas de apoio, mas que representariam largueza na traça arquitectónica.

Igreja de Santo Estêvão, frontaria [c. 1900]
 Num terreiro sobre o Tejo, Sento Estêvão
Panorâmica tirada do miradouro de Santa Luzia
Artur Bárcia, in AML

Esta traça desapareceu completamente numa reedificação radical de 1788-1740, que deu ao templo outra planta, fazendo recuar a capela-mor sobre o troço da Rua, a Sul, ainda hoje incluído na Largo de Santo Estêvão. Além da reconstrução posterior ao Terramoto, concluída em 1775, a qual não lhe alterou a área nem a configuração, Santo Estêvão beneficiou de restauros de 1888 a 1848, e de reparos já no actual século [XX].



Igreja de Santo Estêvão, fachada [1898]
Largo de Santo Estêvão
Machado & Souza, in AML


Igreja de Santo Estêvão, fachada [1939] 
Largo de
Santo Estêvão
Eduardo Portugal, in AML



Ora contempla a fachada, fria, mas expressiva — convida-nos Norberto de Araújo. Abre por três pórticos, dos quais o central, sobrepujado da data da reconstrução: 1773, é o mais largo e alto, todos coroados de áticas. O corpo central, onde se eleva um. frontão simples, com um óculo iluminante, avança um pouco da fachada, deixando assim os dois .curtos corpos extremos — sôbre um dos quais, do lado nascente, assenta a tôrre — um pouco recuados. Três altos janelões e outras tantas janelas quadradas abrem-se no corpo central, e duas por lado nos corpos subsidiários.


Igreja de Santo Estêvão [1944]
 

A trazeira da capela-mor, saliente do corpo do edifício, apoiada sobre grossa cachorrada, construída em 1733-1740, e na qual, ladeando a passagem do Largo de Santo Estêvão, ao alto das escadinhas, se vê um painel de azulejo com a representação da Eucaristia, legenda latina, tirada dos Salmos, e uma data, 1723
J. C. Alvarez, in AML


 No Interior, a igreja é de forma octogonal, como as do Menino Deus, Santo Amaro, Penha de França, Santo Amaro). Assinala-se:
O Corpo da igreja, revestido de materiais nobres, cujas faces do octógono são divididas por pilastras caneladas, e nele:  
O tecto, pintado a claro-escuro, sobre estuque, simulando nervuras de artesão rematadas por fecho;  
O coro, apoiado em pilastras de quatro faces;
Seis capelas (três por cada lado) correspondendo a outras tantas faces do octógono (as outras duas faces correspondem ao sub-coro e ao arco da capela-mor.

Igreja de Santo Estêvão, interior [1963]
Na
Capela-mor destaca-se a coroação ou remate, sobre o trono, composição escultórica, em mármore alvíssimo, que representa um Cristo crucificado ladeado por dois serafins, obra de José de Almeida
Armando Serôdio, in AML

A Capela-mor, sector nobre do templo, toda de mármore, fazendo lembrar a da Igreja de S. Domingos, salvas as dimensões, e nela: a abóbada de aresta, em cujas faces se vêem os Evangelistas, e ao centro o símbolo da Eucaristia (factura posterior à dos Evangelistas, ou mal restaurada); o altar-mor, ostentoso, e, nele, o frontal e banqueta em embutidos florentinos; a guarnição, de duplas colunas salomónicas de mármore rosa da Arrábida, apoiadas em bases ricamente lavradas; a coroação ou remate, sobre o trono, composição escultórica, em mármore alvíssimo, que representa um Cristo crucificado ladeado por dois serafins, obra de arte pura de José de Almeida, com colaboração de Jerónimo da Costa, e que foi executada — parece — para o mosteiro de Mafra, onde chegou a estar colocada, e transferida depois para esta igreja; uma imagem de Santo Estêvão, escultura de Nicolau Pinto.

Igreja de Santo Estêvão [c. 1900]
 Cruzeiro de Santo Estêvão junto da igreja com o mesmo nome
Artur Bárcia, in AML

No adro da igreja eleva-se um Cruzeiro, seiscentista (que deve ter substituído um muito mais antigo), com uma legenda no soco: «Este sinal de redenção, que um de voto aqui fez pôr, pede com devoção se louve o Redentor. Pelas Almas um Padre. Nosso e uma Avé-Maria. 1669».A cruz, ao alto, não é da época; partida a antiga há uns trinta anos foi depois substituída pela que alveja agora sôbre a muralha.
__________________
Bibliografia
ARAÚJO, Norberto de, Peregrinações em Lisboa, vol. X, pp. 85-87, 1939.
id., Inventário de Lisboa, 1955.

11 comments:

  1. I really like what you guys tend to be up too. This type of clever work and coverage!
    Keep up the good works guys I've added you guys to
    blogroll.

    ReplyDelete
  2. Great blog here! Also your website a lot up very fast! What
    web host are you the usage of? Can I get your affiliate hyperlink in your host?
    I desire my web site loaded up as quickly as yours lol

    ReplyDelete
  3. Hi there every one, here every one is sharing these kinds of know-how, thus it's pleasant to read this web site, and I
    used to pay a quick visit this web site everyday.

    ReplyDelete
  4. Having read this I thought it was really enlightening. I appreciate you finding the time and energy to put this
    article together. I once again find myself personally spending
    a lot of time both reading and commenting. But so what, it was still worthwhile!

    ReplyDelete
  5. Thanks for finally writing about >"Igreja de Santo Estevao" <Liked it!

    ReplyDelete
  6. I'd like to find out more? I'd want to find out more details.

    ReplyDelete
  7. Generally I don't read post on blogs, however I wish to say that this write-up very forced me
    to check out and do it! Your writing taste has been surprised me.
    Thanks, quite great article.

    ReplyDelete
  8. I always spent my half an hour to read this web site's
    articles all the time along with a cup of coffee.

    ReplyDelete
  9. Thanks for a marvelous posting! I certainly enjoyed
    reading it, you will be a great author.I will
    be sure to bookmark your blog and definitely
    will come back later on. I want to encourage you to continue your great
    writing, have a nice weekend!

    ReplyDelete
  10. Good day! Would you mind if I share your blog with my facebook
    group? There's a lot of folks that I think would
    really enjoy your content. Please let me know. Thanks

    ReplyDelete
  11. Hello, I want to subscribe for this blog to obtain most recent updates, thus where can i do it please help out.

    ReplyDelete

Web Analytics