Wednesday, 29 November 2017

Avenida Dona Amélia: Asilo de Santo António

O Asilo de Santo António, mais tarde designado por Associação Protectora de Infância Santo António de Lisboa, e presentemente com o nome de Associação Pró-Infância Santo António de Lisboa, foi fundado em 22 de Março de 1891, com 13 associados, por Luís Pinto Moitinho, ourives de profissão, sendo a administração confiada a uma direcção composta por sete elementos efectivos e três suplentes. Inspirados pelos sentimentos do seu fundador, foram elaborados os Estatutos, aprovados segundo Alvará de 3 de Junho de 1890, pelo Governador Civil de Lisboa.

O Asilo foi inaugurado a 1 de Abril de 1892 com 13 educandas. Nessa altura o Asilo localizava-se numa casa do Largo do Conde Pombeiro, que pertencia ao Conde de Azarujinha, e só em 16 de Junho de 1895 foi inaugurado o edifício na Av. Almirante Reis, que na altura se intitulava Av. D. Amélia. Tinha como finalidade acolher raparigas órfãs às quais era ministrada educação industrial e profissional, mais tarde começou a ser-lhes dada uma educação literária e técnica. Durante muito tempo quase manteve o exclusivo da fabricação de estojos.

Asilo de Santo António [1938]
Avenida Almirante Reis, primeiro dos Anjos depois de Dona Amélia; Rua Maria Andrade (dir.)
Eduardo Portugal, in Arquivo Municipal Lisboa

Em 8 de Abril de 1893, visitou o Asilo de Santo António S. Majestade a Rainha Senhora D. Amélia, acompanhada pelo Príncipe Real D. Luiz Filipe, entendendo a Direcção deste Asilo, dever nomeá-lo Presidente Honorário. Nos livros dos visitantes escreveu Sua Majestade a Rainha:
"Visitando hoje a casa em que se acha estabelecida a Associação Protectora da Infância Santo António de Lisboa, tive o ensejo de avaliar quanto é útil e moralizadora esta Instituição, congratulando-me por vêr meu filho, o Príncipe Real, presidir a uma obra que honra quem a empreendeu pelo bem que faz e prepara as crianças que a frequentam com princípios sãos e aptidões para o trabalho que nobilita."

Asilo de Santo António [ca. 1935]
Avenida Almirante Reis; Rua  Luís Pinto Moitinho (dístico de 1906)
Ao fundo, na Rua  Luís Pinto Moitinho, observa-se a antiga capela e parte do edifício do Asilo de Santo António; em primeiro plano, vê-se a Igreja dos Anjos e as novas motocicletas com side-car da Polícia de Segurança Pública
Ferreira da Cunha, in Arquivo Municipal Lisboa

O Asilo de Santo António, possuía uma capela [vd. 2ª foto] na rua que tem o nome do seu benemérito fundador, Luís Pinto Moitinho, ourives de profissão, que de modesto caixeiro, na loja de seu sogro, fundada na Rua da Prata, em 1790, chegou a prestimoso benemérito pelo seu perseverante trabalho. Foi o fundador do jornal «O Caixeiro» e da Associação de Classe dos Ourives e Artes Anexas, tendo falecido com 71 anos. 
_____________
Bibliografia
NEVES, Eduardo Augusto da Silva, Do sítio do Intendente, in Olisipo: boletim do Grupo "Amigos de Lisboa", 1950.
Apisal.pt

3 comments:

  1. Thanks for every other magnificent article. The place else may anyone get that kind
    of info in such a perfect method of writing? I have a presentation next week, and I'm at the search for such information.

    ReplyDelete
  2. Woah! I'm really loving the template/theme of this blog. It's simple, yet effective.
    A lot of times it's hard to get that "perfect balance" between superb usability and visual appearance.
    I must say you have done a fantastic job with this.

    In addition, the blog loads super quick for me on Opera.
    Outstanding Blog!

    ReplyDelete
  3. I am genuinely ratefuⅼ to the owner of this
    webb ⲣage who haѕ shared thіѕ wonderful paгagraph at here.

    ReplyDelete

Web Analytics