quarta-feira, 15 de junho de 2016

Ruas Latino Coelho, 49-59 e Filipe Folque, 25

Exemplo expressivo de prédio de rendimento do início do séc. XX, em lote de gaveto; fachada cuidada, com barras de azulejo Arte Nova e cobertura de mansarda à francesa.

Ruas Latino Coelho, 49-59 e Filipe Folque, 25 [c. 1960/70]
Estúdio Horácio Novais, in Biblioteca de Arte da F.C.G.

No Edital de 29 de Novembro de 1902 a Comissão Administrativa do Município, resolveu: “Que a nova via, entre a rua Fontes Pereira de Mello e o largo de S. Sebastião da Pedreira, tenha a denominação de Rua Latino Coelho”.

José Maria Latino Coelho nasceu em Lisboa, em 29 de Novembro de 1825 e faleceu em Sintra, no dia 29 de Julho de 1891.
Foi aluno da Escola Politécnica, passou à do Exército, onde concluiu o curso de Engenharia Militar. Assentou praça em 14 de Novembro de 1843, em Infantaria 6, tendo atingido o posto de General de Brigada, em 19 de Setembro de 1888. Muito novo ainda, foi lente substituto de Mineralogia e Geologia, na Escola Politécnica, Deputado em várias legislaturas pelo partido Regenerador, Par do Reino e Ministro da Marinha e do Ultramar, de Julho de 1868 a Agosto de 1869 e filiou-se depois no Partido Republicano.
Foi secretário perpétuo da Academia das Ciências e muitas das suas produções literárias foram publicadas em vida, outras postumamente, para além de publicar numerosos artigos na imprensa do seu tempo, particularmente nos jornais A Semana, de que foi um dos fundadores e no A Emancipação.(cm-lisboa.pt)

Sem comentários:

Enviar um comentário

Web Analytics