Friday, 17 June 2016

Castelo de São Jorge: Porta de Martim Moniz

Forçoso é a quem suba ao Castelo de S. Jorge escreve Norberto de Araújoquedar-se diante da Porta de Martini Moniz. Arco de rude aparência, com seus reduzidos onze palmos, rasgado na grossura da muralha que se continua do «castelejo» ou fortaleza — aí está o único padrão vivo do esforço do homem na tomada de Lisboa. As torres, as quadrelas, os adarves, as portas ogivais do velho «castrum» — falam mas não têm voz; dizem tudo mas ciciam. A Porta de Martim Moniz é clara como água: «Isto foi assim, e o que eu digo é uma escritura». 


Castelo de São Jorge e a Porta de Martim Moniz [s.d.] [séc. XIX/XX]
A porta, ao centro, está assinalada por uma seta; à esquerda, a Igreja de Santa Cruz do Castelo
Fotógrafo não identificado, in AML



























 
As letras de uma legenda esculpida em pedras venerandas têm expressão oral. Não se lê: escuta-se. Quando a lenda força a história — faz história. Ora esta história diz que um valente capitão das hostes de Afonso Henriques [1109-1185], acompanhado de outros cavaleiros, assaltou pelo lado norte, cortado a pique, o castelo sarraceno, e a poder de ombros fez entreabrir a porta, deixando-se ficar nela entalado para que os portugueses entrassem. E os mouros o mataram. Eis o que está dizendo esta legenda, do exterior da porta, do lado que cai sobre as Olarias, Lagares, e Costa do Castelo. No nicho, agora já sem moldura, lá está o busto de Martim Moniz, mutilado pelos vandalismos das idades.

A inscrição data de 1646, o Arco é reconstituição de quinhentos, mas a «Porta de Martim Moniz» remonta ao medievalismo português [séc. XIII]. Não há dúvida: tudo se passou como a lenda e a inscrição rezam. Se se tratasse de história pura — não existiria aqui poesia alguma. O sítio é dos mais belos de todo o Castelo de S. Jorge. Foi aqui o chão da Cidadela, onde assentaram os Paços dos Bispos, os Paços do Mestre de Aviz, chão que, arrasado, veio a dar a «Praça Nova» do desaparecido recinto militar, hoje eirado, povoado de sombras. 

Castelo de São Jorge [1908]
Ronda do lado interior da porta de Martim Moniz

 Joshua Benoliel, in AML

 Martim Moniz! Nobre e esforçado capitão e cavaleiro, que em teu escondido nicho velas há centos de anos pela intangibilidade dos belos contos lendários — e muito tens visto desta Lisboa castelã e cristã depois de os mouros te trespassarem à lançada. Nós te saudamos! ¹

A placa de mármore, que se pode ver na imagem abaixo, mandada  ali  colocar  em  1646  por  D.  João  Roiz  de  Vasconcelos  e  Sousa,  Conde  de  Castelo  Melhor,  décimo quarto  neto,  por  varonia,  daquele  heróico  cavaleiro  de  D.  Afonso  Henriques,  a  qual  diz:
"El-Rei dõ Afonso Henriques mandou aqui colocar esta estatua e cabeça de pedra em memória da gloriosa morte que dõ Marti Muniz progenitor da família dos Vasconcelos recebeu nesta porta quando atravessando-se nela franqueou aos seus a entrada com que se ganhou aos mouros esta cidade no ano de 1147. 
João Roiz de Vasconcelos e Sousa Conde de Castelmelhor seu décimo quarto neto por baronia fes aqui por esta inscrição no ano de 1646." ²
Castelo de São Jorge [1908]
Busto de Martim Moniz sobre a porta, do lado exterior da muralha;
a moldura que guarnecia a inscrição e escultura foi retirada em 1939.
Joshua Benoliel, in AML
 
N.B. Os historiadores não podem comprovar a existência real desta personagem em virtude de não haver qualquer documento da época que a ela faça referência, (no entanto, Alfredo Pimenta, na sua obra de 1940, «A façanha de Martim Moniz», refere documentos de 1258 que citam esse feito). Citam-na, no entanto, como figura lendária da história de Portugal. Em sua homenagem, esse acesso ficou conhecido como Porta de Martim Moniz, também foi chamada «do Olival».

Bibliografia
¹ ARAÚJO, Norberto de, Legendas de Lisboa, p. 143, 1943.
² ARAÚJO, Norberto de, Inventário de Lisboa: Monumentos históricos, pp. 21- 22, 1944.


1 comment:

  1. Nice place to stay Within the walls of St. George’s Lisbon Castle,
    on a very quiet and safe neighbourhood,
    KALATHOS HOUSE
    http://kalathoshouselisbon.blogspot.pt/

    ReplyDelete

Web Analytics