domingo, 15 de maio de 2016

Palacete da Praça do Duque de Saldanha

Palacete novo-burguês de pendor ecléctico, também designado por Casa Nuno Pereira de Oliveira, seu primeiro proprietário. Com projecto do arqº Manuel Joaquim Norte Júnior, de 1910, executado pelos construtores Fernando Vitorino dos Santos Soares e António Pedrosa, o imóvel seria distinguido com a 5ª Menção Honrosa do Prémio Valmor para o ano de 1912. Nesse mesmo ano, e estando ainda em construção, o projecto inicial foi parcialmente alterado para "transformar 6 vãos de janelas de peitos em sacadas, no 1º andar, sendo 4 como frente à Avenida Praia da Vitória e 2 na frente lateral por cima da marquise", passando a dispor de aviário.

Praça do Duque de Saldanha, 12; Avenida Praia da Vitória, 44 [c. 1912]
Casa Nuno Pereira de Oliveira
Paulo Guedes, in AML

Originalmente, a casa era decorada com pinturas a fresco, de Gabriel Constante, formando frisos disciplinadores junto à cimalha, mas também no óculo cego e nos interstícios do janelão do piso superior, desaparecidas cerca de 1939, quando um novo proprietário da casa realizou obras de beneficiação ao nível da pintura exterior e dos caixilhos. Na decoração dos interiores trabalharam ainda Cláudio Martins, pintor vidreiro e o entalhador Jesus Peres Mora. Todas as peças em ferro forjado, incluindo o gradeamento da janela fechada a nascente, são das oficinas de Jacob Lopes da Silva e Vicente Joaquim Esteves.
Classificado Imóvel de Interesse Público em 1977, na década de 1990 pertenceu a um banco, encontrando-se hoje (2015) devoluto. [DGPC]

Sem comentários:

Enviar um comentário

Web Analytics