segunda-feira, 23 de novembro de 2015

Avenida da República, 97-97C

Este edifício da Avenida da República é característico da nova malha urbana, que surgiu ao longo das duas primeiras décadas do séc. XX, como consequência de uma burguesia que pretendia aliar conforto a uma estética, que aludisse às construções oitocentistas, traduzindo uma linguagem ecléctica.
O edifício residencial com o nº 97-97C, obra do construtor Bernardino Lopes, de 1922, apresenta planta rectangular e caracteriza-se por possuir um corpo destacado em forma de torreão coroado por um alto coruchéu, traduzindo uma linguagem harmoniosa entre elementos neoclássicos e Arte Nova, patentes nas suas balaustradas, no recurso ao arco abatido ultrapassado, nas janelas-frestas de gosto revivalista, e na geral assimetria dos seus volumes pétreos. Nota-se uma intervenção ulterior no edifício pelo seu remate, de frontão triangular e tímpano lavrado. Este edifício, inicialmente classificado como Imóvel de Interesse Municipal, foi reclassificado para Monumento de Interesse Público.

Avenida da República, 97-97C [c. 1935]
Ferreira da Cunha, in AML

Sem comentários:

Enviar um comentário

Web Analytics