terça-feira, 4 de agosto de 2015

Rua Saraiva de Carvalho, 242-246

O edifício situado no gaveto da Rua Saraiva de Carvalho com a Rua Ferreira Borges, em Campo de Ourique, foi o primeiro prédio de rendimento desenhado, em Lisboa, por Ernesto Korrodi. Propriedade de João Leal e irmãos, o conhecido edifício da pastelaria «A Tentadora» foi concebido em 1912, integrando-se na nova tendência que então se fazia sentir em Lisboa, onde as mais recentes casas de habitação procuravam adaptar-se à vida moderna.
Das três fachadas, destaca-se a de gaveto, sobre a qual se projecta uma bow-window de cantaria, com um painel de azulejos Arte Nova entre as janelas do primeiro e segundo piso. A composição de cantaria engloba as janelas que ladeiam a porta principal, em aparelho rusticado, e prolonga-se até ao corpo que se eleva já sobre a linha do telhado. Todos os vãos são decorados por elementos florais, que realçam as formas estruturais geométricas, integrando-se no desenho de conjunto. O mesmo acontece relativamente às fachadas laterais, com janelas e portas de molduras profusamente decoradas, tal como as mísulas que suportam a cimalha.
Apesar da depuração, este é uma dos prédios de Korrodi que apresenta maior ornamentação, regendo-se, esta, pela linguagem Arte Nova, naturalista e de linhas curvas, cuja influência se propaga até ao próprio desenho dos vãos, parte dos quais de traçado mais orgânico. A qualidade da escultura e a sua integração no todo arquitectónico constituem uma das mais importantes marcas de Korrodi que, neste prédio, atinge uma expressão maior. [in DGPC]

Rua Saraiva de Carvalho, 242-246, [1941]
Prédio de «A Tentadora»
António Passaporte, in AML

Sem comentários:

Enviar um comentário

Web Analytics