Sunday, 26 July 2015

Rua dos Cegos, 20-22

«Havia na fachada desta casa, há anos - e vê-se em estampas antigas — um altarzinho com o seu lampeão, cousa de aguarela e de museu de humildades religiosas; o "procurador do senhorio" vendeu-o.»  (Norberto Araújo, in Peregrinações em Lisboa, vol. II, p. 74, 1938)
Casa quinhentista da Rua dos Cegos, 20-22 [s.d.]
Calçada do Menino Deus
Ferreira da Cunha, in A.M.L.

«Numa casa de ressalto quinhentista, rara na Lisboa pós terramoto, encontra-se aplicado a cópia de um registo de azulejos seiscentista, realizada por volta de 1930. Trata-se de uma peça policroma, sobre fundo branco, tendo representada uma custódia (alusão à Eucaristia), ladeada por dois anjos. O exemplar original pode ter constituído o elemento central de um frontal de altar reaproveitado, sendo paradigmático a passagem da peça, do espaço sagrado para o espaço profano. Os painéis daquela centúria são geralmente pintados por artesãos sem escola, tendo os desenhos contornos a manganês.[...]» in museudacidade

O registo de azulejos retrata a apresentação do Santíssimo por dois querubins. O pequeno elemento em ferro destinava-se à suspensão da candeia para iluminar o Santíssimo.

Casa quinhentista da Rua dos Cegos, 20-22 [c. 1900]
Calçada do Menino Deus
José Artur Leitão Bárcia, in A.M.L.

No comments:

Post a Comment

Web Analytics