Sunday, 5 July 2015

Antiga Igreja de Nossa Senhora dos Anjos

A extinta Igreja dos Anjos datava de 1568 e foi reedificada em 1758, devido a danos causados pelo Terramoto. Segundo o olisipógrafo Luís Pastor de Macedo, «A paroquial dos Anjos que como se sabe deu o nome à rua, levantava-se num dos seus lados, no sítio onde a rua é cortada pela avenida Almirante Reis [antiga Avenida Dona Amélia e antes Avenida dos Anjos]. A paróquia fora fundada no tempo em que o cardial D. Henrique era arcebispo de Lisboa e teve por sede uma ermida dedicada aos Anjos, ermida que alguns anos depois, com o dinheiro havido do imposto de 5% lançado sobre os alugueres das casas existentes na freguesia, se transformou no tempo de Filipe III, em «hum dos mais lindos, & ornados Templos da Corte» no dizer de fr. Agostinho de Santa Maria». 

Rua dos Anjos, [ant. 1908]
Fotógrafo não identificado, in A.M.L.



O seu interior foi integralmente recuperado e transferido para o actual templo, por exemplo, os sete altares de talha dourada e o tecto com apainelado de caixotões de pintura com cenas da Vida da Virgem e alegorias bíblicas.
Foi demolida em 1908 para abertura da Avenida Dona Amélia (actual Av. Almirante Reis), foi de seguida reconstruída no lado ocidental deste arruamento, conforme às exigências da cidade, tendo o arquitecto José Luís Monteiro, todavia, respeitado proporções e valores da primitiva igreja seiscentista, sem deixar de lhe conferir um carácter neoclássico, que lhe adoçou as proporções. 


Antiga Igreja dos Anjos, fachada lateral 
e a imponente torre sineira virada à Rua dos Anjos [1906]
Fotógrafo não identificado, in A.M.L.

1 comment:

  1. Foi nessa igreja que o escritor José Saramago se recorda de que em determinado momento de sua vida, na decada de 30, se serviu das "sopas dos anjos", servidas bondosamente pelas freiras às pessoas carentes que por ali passavam.

    ReplyDelete

Web Analytics